Início Dados do Município Galeria de Imagens Buscar Matéria Áudio Notícias Fala Cidadão Serviços Concursos Portal Transparência
Prefeito Mário Valério busca apoio para projetos de habitação popular
17 de abril de 2015 às 07:27
Mário Valério discute projetos de habitação popular com a secretária de Habitação de MS, engenheira Maria do Carmo Avesani. - Foto: Dilermano Alves
O prefeito de Caarapó, Mário Valério (PR), reuniu-se na última quarta-feira (15) com a secretária de Habitação (Sehab) e diretora-presidente da Agência de Habitação Popular de Mato Grosso do Sul (Agehab), engenheira Maria do Carmo Avesani. O encontro foi realizado na sede do órgão governamental, em Campo Grande.
 
A audiência teve como pauta a discussão de projetos para o setor de habitação em Caarapó. Conforme o prefeito, o município apresenta uma grande demanda na área de habitação, em razão do crescimento populacional, o que justifica uma intervenção do Poder Público no sentido de investir em moradia popular. “Por conta do crescimento da cidade de Caarapó, especialmente com a geração de empregos, muitas famílias têm se mudado para o município. Precisamos dar moradia para essa gente. Caso contrário, correremos o risco de ver proliferar a construção de casas sem condições dignas para essas famílias, especialmente na periferia”, justificou o prefeito.
 
Mário Valério solicitou à titular da Agehab estudos no sentido de destinar a Caarapó projeto habitacional de 300 unidades. “Desse total, em torno de 80 casas seriam construídas no distrito de Nova América, para atender demanda dos trabalhadores do frigorífico de frango e da usina de açúcar e álcool, além de moradores do distrito que não têm moradia própria”, observou.
 
Receptiva à demanda do dirigente caarapoense, Maria do Carmo afirmou que a Agehab vai proceder aos estudos necessários para buscar o atendimento da reivindicação de Mário Valério. Nos próximos dias, haverá contatos com o setor de habitação da prefeitura de Caarapó para a disponibilização de informações técnicas para a implementação do projeto. O objetivo é o estabelecimento de parcerias nas três esferas de governo: o município deverá entrar com os terrenos, parte da infraestrutura e cadastramento das famílias. Aos governos federal e estadual caberá a alocação de recursos financeiros.
 
A implantação de projetos de habitação popular em Caarapó justifica-se pelo crescimento populacional do município. Em 2005, a população residente era de pouco mais de 19 mil habitantes. A estimativa do IBGE para o ano passado era de 28.001 moradores, mas as autoridades locais, com base nos indicadores da saúde local, acreditam que esse número tenha tranquilamente superado a casa de 33 mil moradores. “Esse crescimento reflete diretamente nas demandas sociais, especialmente na saúde e na educação, mas também no setor de habitação”, assinala o prefeito Mário Valério. “E toda família merece um lugar para morar com dignidade”, concluiu.
 
Na mesma reunião, Mário Valério solicitou ainda a aceleração do processo para construção de unidades habitacionais na aldeia indígena Te’ýikue. O projeto está em andamento na Agehab, aguardando autorização para assinatura de contrato.
 

 
Sob a gestão de Mário Valério, Saúde já contratou 7 novos médicos em Caarapó
16 de abril de 2015 às 09:24
Investimentos em saúde somaram R$ 16,9 milhões no ano passado; orçamento de
2015 prevê gastos de R$ 19,9 milhões
 
As médicas Lais Cavalcante de Oliveira Nogueira e Ana Paula Cicci de Castro Coutinho, do Programa Mias Médicos, são apresentadas ao prefeito Mário Valério pelo secretário Ivo Benites - Foto: Dilermano Alves
Com a adesão de Caarapó ao programa federal Mais Médicos – que recentemente destinou dois novos profissionais para atuar no município -, sobe para sete o número de médicos contratados pela administração do prefeito Mário Valério (PR) para prestar atendimento na rede municipal de saúde local.
 
Anteriormente, cinco novos médicos já haviam sido inseridos no sistema local de saúde, para atender a rede básica. “Com o crescimento da população local, aumentam as demandas na área de saúde, e precisamos dar uma resposta positiva à necessidade da população”, argumenta o prefeito Mário Valério, que recentemente inaugurou uma nova unidade de saúde em Caarapó, que já presta atendimento à população.
 
Conforme a Secretaria Municipal de Saúde, a rede de saúde possui 18 médicos sob a responsabilidade da prefeitura. “São clínicos gerais e profissionais de outras especialidades postos à disposição da população no PAM e nas unidades de saúde”, explica o secretário Ivo Benites.
 
Qualifar-SUS
A Secretaria Municipal de Saúde de Caarapó recebeu recentemente da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos, órgão do Ministério da Saúde, seis microcomputadores. Os equipamentos são do Programa Nacional de Qualificação da Assistência Farmacêutica no âmbito do Sistema Único de Saúde - Qualifar-SUS.
 
Conforme o secretário de Saúde Ivo Benites, os equipamentos visam dar mais agilidade no atendimento à população e uma melhor organização dos estoques de medicamentos. A estratégia de modernizar os estabelecimentos farmacêuticos integra o Projeto de Formação e Melhoria da Qualidade de Rede de Atenção à Saúde – Quali SUS-Rede. Um computador foi cedido ao Hospital São Mateus, para ser utilizado na farmácia da instituição.
 
De acordo com a farmacêutica da Secretaria Municipal de Saúde de Caarapó, Joice Lima, o objetivo do projeto é qualificar a gestão da assistência farmacêutica por meio da formação profissional e informatização dos serviços farmacêuticos e, assim, ampliar o acesso e a qualidade dos serviços de saúde prestados à população.
 
R$ 16,9 milhões em saúde
A administração do prefeito Mário Valério investiu R$ 16,9 milhões na saúde pública em Caarapó no ano passado.
 
Na comparação com o ano de 2012, os investimentos na área de saúde subiram 37,1%. Dois anos atrás, as despesas com saúde somaram R$ 12,37 milhões. Em 2013, primeiro ano da gestão do prefeito Mário Valério, os gastos em saúde já haviam subido para R$ 15,44 milhões, culminando nos R$ 16,9 milhões em 2014.
 
Os números apurados indicam que o município gastou próximo de 30% com a saúde da população local, praticamente o dobro do que a lei exige – 15% da receita líquida municipal.
 
Mário Valério afirma que a saúde pública é uma das suas maiores preocupações. “Aumentamos os repasses para o Hospital São Mateus, contratamos mais médicos, inauguramos uma nova unidade de saúde, compramos veículos e ambulâncias novas, aumentamos os remédios da farmácia básica, que antes eram 180 itens e agora são 232 tipos oferecidos gratuitamente, reforçamos a equipe do setor de saúde. Mesmo assim, ainda temos problemas na área de saúde, mas o Brasil inteiro está assim, principalmente os pequenos municípios, que estão sofrendo com arrecadação baixa”, argumenta o prefeito de Caarapó.
 
Valério afirma que os pequenos municípios brasileiros enfrentam constantes quedas da arrecadação, o que inviabiliza a execução de importantes projetos na área de saúde. “Sem dinheiro não dá. Mas a gente faz um grande esforço para manter os programas de atendimento à população, de forma a atender a todos”, comenta. Uma das constatações é que a população do município aumentou consideravelmente nos últimos anos – em 2005 os moradores de Caarapó somavam pouco mais de 19 mil habitantes; atualmente, acredita-se que esse número já tenha ultrapassado os 30 mil. O prefeito pondera que, com o aumento populacional, as demandas sociais, especialmente na área de saúde, também crescem. “Como estamos arrecadando menos dinheiro, diminui a nossa capacidade de atendimento”, afirma.
 
Questionado sobre como aumentou os investimentos na área de saúde, Mário Valério argumenta que, primeiro, saúde é prioridade na sua administração. “Mas a gente também busca promover redução de gastos em outras áreas, de modo a destinar recursos para esse importante setor de responsabilidade do Poder Público”, acrescenta.
 
Evolução dos gastos
Dados fornecidos pelo Departamento de Finanças da prefeitura revelam os valores investidos no setor de saúde de Caarapó nos últimos onze anos (em milhões de reais): - 2004: R$ 3,77; - 2005: R$ 3,76; - 2006: R$ 4,59; - 2007: R$ 5,41; - 2008: R$ 6,64; - 2009: R$ 7,3; - 2010: R$ 9,39; - 2011: R$ 11,42; - 2012: R$ 12,37; - 2013: R$ 15,44; - 2014: R$ 16,97.
 
Para este ano, o orçamento municipal de Caarapó para a área de saúde é de R$ 19,9 milhões – R$ 3 milhões a mais do que em 2014. Desse valor, R$ 14,3 milhões são recursos próprios.
 

 
Prefeitura de Caarapó e AABB Comunidade entregam uniformes
10 de abril de 2015 às 08:59
Secretária Ieda Maran entrega uniforme a criança do Prorgama AABB Comunidade - Foto: José Carlos
Os educandos do Programa AABB Comunidade de Caarapó receberam na noite de quarta-feira (8) um kit de uniforme para uso nas atividades deste ano.  A ação beneficiou 110 crianças e adolescentes do projeto, que é desenvolvido pela prefeitura, em parceria com a Federação Nacional das AABBs-FENABB, Fundação Nacional Banco do Brasil-FBB, Associação Atlética Banco do Brasil e Agência local Banco do Brasil.
 
Prestigiaram a cerimônia a secretária de Educação e Esportes, Ieda Maria Marran, o gerente da agência local do Banco do Brasil, Luiz Eduardo Araújo Ozório, a orientadora do programa, Sandra da Silva Santos, a funcionária do Banco do Brasil,  Cintia Nunes Ramos, e a coordenadora do programa em Caarapó, professora Geslayne Alves dos Santos, além dos professores, pais e alunos.
 
Além da entrega do uniforme, foi realizada uma reunião com as famílias dos educandos do programa e a apresentação da equipe de educadores de 2015,  bem como discussão do regimento interno e apresentação das atividades da jornada complementar pelas crianças e adolescentes.
 
O Programa AABB Comunidade oferece aos alunos uma série de atividades, como aulas de violão, projeto de leitura, atividades interdisciplinares, saúde e higiene, orientação sexual, cuidado socioambiental, direitos e cidadania, cultura e artes, comunicação e tecnologia, atletismo,  jogos iniciais e  natação, com o objetivo principal promover o desenvolvimento integral de crianças e adolescentes de seis a 17 anos, estudantes de escolas públicas, por meio de ações educacionais que favoreçam a inclusão socioprodutiva e ampliem a consciência cidadã, contemplando também a formação dos educadores sociais.
 
A orientadora Sandra da Silva Santos disse que, dentre as atividades abordadas neste ano, está sendo desenvolvido também o projeto de Educação Ambiental, no qual a principal atividade é a coleta do óleo usado. “As ações consistem em arrecadar óleo usado, que é  trazido à AABB pela comunidade local, principalmente pelas crianças do programa, ou empresas. Este produto é armazenado e vendido para a empresa Ecobio´s, que paga R$ 0,50 centavos pelo litro”, esclareceu a orientadora.
 
“A iniciativa foi realizada através da parceria entre Secretaria de Educação e Esportes, Departamento do Meio Ambiente e agência local do Banco do Brasil. O recurso arrecadado será utilizado na aquisição de brinquedos/jogos pedagógicos ou festividades para as crianças e adolescentes da jornada”, acrescentou Sandra.
 
Em seu discurso o  gerente da agência do Banco do Brasil de Caarapó, Luiz Eduardo Araújo Ozório, falou de sua alegria em ver um número grande de alunos e também a presença dos pais prestigiando a cerimônia. “É impossível falar do AABB Comunidade e não mencionar a preocupação que a instituição financeira em si, o Banco do Brasil, tem para com esse programa. Podemos ver o grande potencial que esse programa tem em transformar vidas. Só nos resta agradecer a todos que conduzem esse trabalho e acima de tudo aos pais, que confiam seus filhos para que possamos cuidar deles por um período do dia. Nós temos um exemplo de um amigo que um dia participou de um programa como esse e ,com o passar do tempo, ele se tornou um funcionário do Banco do Brasil, exercendo a função de gerente de relações. Por isso, podemos afirmar que esse programa é um transformador de vidas”, expressou.    
 
A secretária de Educação e Esportes, Ieda Maria Marran, disse que as crianças e os adolescentes precisam de outro estímulo para aprender extraclasse e o Programa AABB e outros complementares educacionais têm essa característica. “Nós precisamos ocupar nossas crianças de forma saudável, pois na maioria das vezes os pais trabalham, e precisam quer outras pessoas olhem para eles. E aqui nesse programa os mesmos se envolvem com atividades diversas que, além de servir de entretenimento, melhoram a qualidade de vida e ajudam também no aprendizado na escola. É um programa que deu certo e que tem demanda. É e por isso o prefeito Mário Valério faz questão de ser parceiro”, frisou.
 
O kit uniforme entregue aos educandos é composto por calça, jaqueta, camiseta,bolsa, bermuda e boné. Em junho estarão recebendo ainda chinelo, tênis, meias, roupas de banho e toalhas.
 


 
Mais Notícias
Advertisement
Advertisement
Advertisement