Início Dados do Município Buscar Matéria Áudio Notícias Fala Cidadão Serviços Concursos Portal Transparência
Guerra contra o Aedes aegypti ganha reforço em Nova América
05 de fevereiro de 2016 às 17:16
Foto: Dilermano Alves - Pessoal, máquinas e equipamentos da prefeitura de Caarapó estão mobilizados na guerra contra o Aedes aegypti no distrito de Nova América
Caarapó não pode perder a guerra contra o Aedes aegypti. Com essas palavras, o prefeito de Caarapó, Mário Valério (PR), abriu a reunião com a equipe de combate ao mosquito transmissor da dengue, chikungunya e zica vírus na manhã desta sexta-feira (5), em Nova América. O distrito registra índices preocupantes de casos de dengue.
 
A equipe de controle de vetores que atua emergencialmente em Nova América há cerca de oito dias ganhou um reforço substancial: servidores da Secretaria Municipal de Obras foram integrados ao grupo da Secretaria Municipal de Saúde, executando uma verdadeira varredura na caça por focos do mosquito. São pelo menos 50 servidores mobilizados na guerra contra o Aedes aegypti.
 
Em Nova América, os agentes de controle de vetores e agentes comunitários de saúde, com reforço dos servidores da Secretaria de Obras, realizam visitas domiciliares para identificação de focos e possíveis criadouros do mosquito. Caminhões e máquinas da prefeitura retiram lixo, entulhos e similares dispensados pelos moradores. Também está sendo aplicado o chamado inseticida Ultra Baixo Volume, o popular ‘fumacê’, em toda a localidade. Além disso, estão sendo realizados consultas médicas, exames e tratamento para todos os pacientes com dengue. O mesmo processo será realizado no distrito de Cristalina e na sede do município.
 
De acordo com o secretário de Saúde Ivo Benites, foram registrados 159 casos suspeitos de dengue em todo o município em 2016. Desse total, apenas Nova América apresentou 57 ocorrências – em torno de 36% dos registros totais. No distrito, o índice de infestação do Aedes aegypti chega a perto de 2%, o dobro do nível considerado estável pela Organização Mundial de Saúde (OMS).
 
Diante desse quadro, o prefeito Mário Valério pediu empenho dos moradores no combate ao mosquito. “Precisamos deixar clara a importância da participação de todos nessa batalha”, disse o prefeito. Relatando números do Ministério da Saúde, o dirigente lembrou que 85% dos focos do mosquito estão nas residências. “Portanto, a participação das famílias é vital para a eliminação do Aedes aegypti”, declarou, observado pelo representante do distrito na Câmara de Vereadores, Manoelito Bagaceira (PMDB), que também está engajado no combate ao vetor.
 
A prefeitura de Caarapó possui todo um staff de guerra para combater o Aedes aegypti, sob o comando da Secretaria Municipal de Saúde. A estrutura é composta por um coordenador municipal de Controle de Vetores; um chefe de Equipe; 11 agentes de Controle de Endemias; um técnico para identificação de espécies e digitação no sistema de acompanhamento; dois veículos e uma carreta tipo reboque; seis bombas costais atomizadoras motorizadas para aplicação de inseticidas. O Departamento de Controle de Vetores possui ainda uma sala para atividades administrativas, equipe, laboratório entomológico e educação em saúde; um depósito para armazenamentos de inseticidas e equipamentos; computadores, um microscópio bacteriológico e um microscópio Entomológico.

 
Mário Valério assina convênio com o Estado para repasse de combustível Pela parceria, Município de C
03 de fevereiro de 2016 às 09:20
Foto: Dilermano Alves - Momento da assinatura do convênio que garante repasse de combustível ao Município de Caarapó
O prefeito de Caarapó, Mário Valério (PR), acompanhado da vice-prefeita Marinalva de Souza Farias da Costa (DEM) e do presidente da Câmara de Vereadores, Luiz Macarrão (DEM), assinou com o governo do Estado, na última terça-feira (2), em Campo Grande, convênio para liberação de combustível que será utilizado no abastecimento de máquinas que integram a força-tarefa que realizam serviços de recuperação das estradas rurais danificadas pelas fortes chuvas que atingem a região desde o fim do ano passado. Pela parceria, o município deverá receber 20 mil litros de combustível.
“Essa ajuda vem na hora certa, considerando que estamos passando por dificuldades para socorrer o homem do campo, por conta dos estragos provocados pelas chuvas”, declarou o prefeito de Caarapó. Centenas de quilômetros de estradas vicinais sofreram graves danos. Nove pontes – sendo oito de responsabilidade do município – sofreram sérios danos.

Apesar da escassez de recursos, o prefeito Mário Valério determinou a execução de um plano emergencial de recuperação das estradas municipais e das pontes que sofreram avarias. Quatro frentes atuam na zona rural. Uma ponte localizada na região da fazenda Santa Helena está em fase final de reconstrução, em parceria com um proprietário rural da localidade. Parceria semelhante deverá ser formalizada com o proprietário da fazenda Itaoca para recuperar uma tubulação no córrego Jaguá, avariada pelos fortes temporais dos últimos meses. Entretanto, grande monta dos recursos aplicados é própria da prefeitura. A Agência de Gestão de Empreendimentos de Mato Grosso do Sul (Agesul), até a última terça-feira (2), havia disponibilizado um trator de esteira para atuar na MS-280 (Caarapó-Laguna Carapã).

A administração municipal de Caarapó deu uma rápida resposta diante dos estragos provocados pelas fortes chuvas que atingiram a região no fim de 2015 e início deste ano. Em conjunto com a Defesa Civil do Estado, rapidamente foi feito um levantamento dos danos, cujo resultado foi a decretação da situação de emergência no município, com o consequente reconhecimento pelo governo do Estado e União.
 
A documentação necessária à viabilização de recursos para recuperação dos danos foi encaminhada aos órgãos competentes. “Resta agora aguardar a liberação de recursos. Enquanto isso, vamos aplicando verba própria, estabelecendo parcerias com os produtores rurais. A nossa prioridade é facilitar o escoamento da produção, cuja safra agrícola começou a ser colhida”, observou o prefeito Mário Valério.
 
Na zona urbana, o prefeito Mário Valério determinou a execução de serviços de recuperação da malha asfáltica, a princípio, através da operação tapa-buracos. As ruas sem pavimento recebem serviços de patrolamento. Os trechos mais críticos estão sendo encascalhados. “Estamos buscando parcerias com o governo do Estado para executarmos obras de recapeamento nos locais onde houver necessidade. Acreditamos na sensibilidade do governador Reinaldo Azambuja, que tem se mostrado receptivo às nossas reivindicações, e certamente teremos uma resposta positiva”, destacou Mário Valério.
Valério pede paciência aos produtores rurais e à população urbana. “Como a chuva não dá trégua, é impossível acelerar os serviços. Mas aos poucos vamos conseguir atender as regiões mais críticas, facilitando o transporte da produção da atual safra agrícola, ao mesmo tempo em que vamos recuperando as ruas da cidade e distritos”, concluiu o prefeito de Caarapó.
 

 
Prefeitura de Caarapó reconstrói ponte destruída pelas chuvas
01 de fevereiro de 2016 às 11:54
Foto: Dilermano Alves - Ponte de madeira na região da fazenda Santa Helena está sendo reconstruída em parceria com dono da propriedade, que doou o madeiramento.
A pronta resposta dada pela administração municipal de Caarapó diante dos danos provocados pelas chuvas do fim do ano passado e início de 2016 está possibilitando reparos rápidos na zona rural e zona urbana de Caarapó. Quatro frentes de trabalho atuam na recuperação de estradas e pontes, enquanto equipes de trabalho recuperam a pavimentação asfáltica urbana e fazem serviços de manutenção nas vias não pavimentadas.
 
No município de Caarapó, nove pontes foram danificadas pelas chuvas, sendo oito de responsabilidade da prefeitura. Os serviços de reconstrução já tiveram início. Uma ponte localizada na região da fazenda Santa Helena (Cristalina) já está em fase de conclusão, cujos serviços estão sendo executados em parceria com o dono da propriedade, que cedeu a madeira.
 
Outra passagem – sobre o córrego Jaguá, na região da fazenda Perpétuo Socorro -, também será reconstruída, mediante parceria com o proprietário de uma fazenda da localidade, segundo informou o prefeito Mário Valério (PR). “Essa soma de esforços entre o Poder Público e a iniciativa privada acelera o processo de recuperação da zona rural”, destacou o prefeito.
 
A recuperação das estradas, pontes e vias urbanas danificadas pelas chuvas na região de Caarapó está ocorrendo com a aplicação de recursos próprios do município e, em algumas situações, em parceria com a iniciativa privada. A Agência de Gestão de Empreendimentos de Mato Grosso do Sul (Agesul) enviou um trator de esteira, que está executando serviços em trechos da MS-280 (Caarapó-Laguna Carapã). A Secretaria Municipal de Obras de Caarapó ainda aguarda outras máquinas e equipamentos do governo do Estado para integrar a força-tarefa que atua na recuperação das estradas vicinais.
 
Pronta resposta
A administração municipal de Caarapó deu uma rápida resposta diante dos estragos provocados pelas fortes chuvas que atingiram a região no fim de 2015 e início deste ano. Em conjunto com a Defesa Civil do Estado, rapidamente foi feito um levantamento dos danos, cujo resultado foi a decretação da situação de emergência no município, com o consequente reconhecimento pelo governo do Estado e União.
 
A documentação necessária à viabilização de recursos para recuperação dos danos foi encaminhada aos órgãos competentes. “Resta agora aguardar a liberação de recursos. Enquanto isso, vamos aplicando verba própria, estabelecendo parcerias com os produtores rurais. A nossa prioridade é facilitar o escoamento da produção, cuja safra agrícola começa a ser colhida”, observou o prefeito Mário Valério.
 
Na zona urbana, o prefeito Mário Valério determinou a execução de serviços de recuperação da malha asfáltica, a princípio, através da operação tapa-buracos. As ruas sem pavimento recebem serviços de patrolamento. Os trechos mais críticos estão sendo encascalhados. “Estamos buscando parcerias com o governo do Estado para executarmos obras de recapeamento nos locais onde houver necessidade. Acreditamos na sensibilidade do governador Reinaldo Azambuja, que tem se mostrado receptivo às nossas reivindicações, e certamente teremos uma resposta positiva”, destacou Mário Valério.
 

 
Mais Notícias
Advertisement
Advertisement
Advertisement
 
Advertisement