Início Dados do Município Galeria de Imagens Buscar Matéria Áudio Notícias Fala Cidadão Serviços Concursos Portal Transparência
Mário Valério destina UTI Móvel a hospital de Caarapó
02 de setembro de 2015 às 16:49
Foto: Dilermano Alves - UTI Móvel, adquirida pela prefeitura, já está à disposição do Hospital São Mateus para atendimento
Veículo foi adquirido com recursos viabilizados pelos deputados estaduais Zé Teixeira (DEM) e Takimoto (PDT) e pelo ex-deputado Londres Machado (PR)
 
O prefeito Mário Valério (PR) entregou na semana passada à diretoria do Hospital São Mateus de Caarapó a ambulância do tipo UTI Móvel recentemente adquirida pela prefeitura. O veículo já está à disposição da casa de saúde para utilização.
 
O veículo – marca Mercedes Benz furgão zero km transformado em ambulância UTI D Suporte Avançado – foi adquirido com recursos viabilizados pelos deputados estaduais Zé Teixeira (DEM) e George Takimoto (PDT) e pelo ex-deputado estadual Londres Machado (PR) mediante emenda parlamentar consignada no orçamento da Secretaria de Saúde de Mato Grosso do Sul em 2014. Os recursos somaram R$ 187 mil, sendo R$ 170 mil do Estado e R$ 17 mil da prefeitura, aportados a título de contrapartida.
 
Na entrega da ambulância ao hospital de Caarapó, Mário Valério disse estar “muito feliz” com mais esse investimento na área de saúde. “É importante afirmar que a nossa administração faz um esforço muito grande para melhorar o sistema de saúde local que, a exemplo do resto do país, também enfrenta dificuldades, mas as parcerias com instituições, como é o caso aqui do hospital, têm melhorado o atendimento”, observou, acrescentando que “quem sai ganhando é a população”. Mensalmente, a prefeitura de Caarapó repassa recursos financeiros à instituição.
 
Além do prefeito Mário Valério e do presidente do Hospital São Mateus, Paulo Roberto Batista da Silva, participaram do ato de entrega do veículo o presidente ad Câmara de Vereadores, Luiz de Almeida Miranda, o Macarrão (DEM), o secretário Municipal de Saúde, Ivo Benites, os vereadores Pipoca (DEM), Cido Santos (PR), André Nezzi (SD) e Bagaceira (PMDB) e membros da diretoria da instituição.  
 
Saúde como prioridade
Durante a atual gestão, a área de Saúde é tida e tratada como prioridade. Desde 2013, primeiro ano da gestão do prefeito Mário Valério, os recursos para esse setor estão sendo ampliados.
 
No ano passado, foram investidos R$ 16,9 milhões na saúde pública em Caarapó. Na comparação com o ano de 2012, os investimentos na área de saúde subiram 37,1%. Dois anos atrás, as despesas com saúde somaram R$ 12,37 milhões. Em 2013, primeiro ano da gestão do prefeito Mário Valério, os gastos em saúde já haviam subido para R$ 15,44 milhões, culminando nos R$ 16,9 milhões em 2014. Para este ano, o orçamento municipal prevê investimentos em saúde que se aproximam de R$ 20 milhões.
 
Os números apurados indicam que o município gasta próximo de 30% com a saúde da população local, praticamente o dobro do que a lei exige, que é de 15% da receita líquida municipal.
 
Outro dado: a atual administração ampliou o quadro de médicos para atender a estrutura da rede municipal de saúde. Foram contratados oito novos profissionais das mais diversas especialidades. Além disso, a frota de veículos da Secretaria de Saúde foi reforçada com a aquisição de ambulâncias novas e carros de apoio.
 
A Secretaria Municipal de Saúde de Caarapó reforçou o estoque de medicamentos colocados à disposição dos usuários dos serviços de saúde do município. Desde 2013 – primeiro ano da administração do prefeito Mário Valério -, a prefeitura compra remédios fora da lista obrigatória para complementar a relação de medicamentos da farmácia básica. De acordo com o secretário municipal de Saúde, Ivo Benites, 137 itens compõem a lista obrigatória. Porém, a prefeitura compra com recursos próprios outros 81 medicamentos fora dessa relação, totalizando 218 tipos de medicamentos disponibilizados através da farmácia básica localizada no Posto de Atendimento Médico (PAM).
 
A prefeitura realiza ainda a compra de remédios das farmácias locais de 237 itens de medicamentos com recursos próprios, que são fornecidos mediante avaliação de um serviço social e de outros técnicos, através de um plano municipal. Esse plano contempla o atendimento de pessoas consideradas de baixa renda, principalmente os portadores de doenças que requerem tratamentos com medicamentos não estabelecidos pelo Ministério da Saúde na Farmácia Básica. Todos os medicamentos adquiridos e fornecidos aos pacientes somam 455 itens.
 
No início deste ano, o prefeito Mário Valério inaugurou o prédio da Estratégia de Saúde da Família  Núcleo V, construída na Avenida XV de Novembro, na Vila Planalto. A unidade de saúde atende famílias residentes na parte sul da Vila Planalto, parte norte da região central de Caarapó, os bairros Capitão Vigário I e II, Distrito Industrial, Jardim Campo Dourado e a Vila industrial, onde residem 3,7 mil habitantes que integram 1,2 mil famílias, numa área de 1,7 km².
 
A unidade de saúde oferece consultas médicas, atendimento odontológico, consulta de enfermagem, imunização e programas de saúde que englobam todas as idades, dentre outros procedimentos da atenção básica.
 


 
Regiane Alves de Souza assume a Secretaria de Ação Social em Caarapó
02 de setembro de 2015 às 10:45
Foto: Dilermano Alves - A nova secretária de Ação Social de Caarapó, Regiane Alves (D), com o prefeito Mário Valério e a vice Marinalva de Souza Farias da Costa
A assistente social Regiane Alves de Souza é a nova secretária de Ação Social de Caarapó. Nomeada no último dia 26 de agosto, ela substitui a professora Zoraide Cáceres Rojas Vieira, que deixou o cargo depois de um ano e meio na função.
 
Natural de Caarapó e integrante do quadro de provimento efetivo do município desde 1999, quando assumiu como monitora na educação infantil, a nova secretária é graduada em Serviço Social pelo Centro Universitário da Grande Dourados (Unigran) e especializada em Políticas Sociais, com ênfase na família e no território (Universidade Católica Dom Bosco – UCDB). Atuou em projetos sociais em Caarapó - Projeto Agente Jovem de Desenvolvimento Social e Humano e Programa Bolsa Família, prestando assessoria técnica a diversos municípios no período de 2002 a 2006. Foi assistente social no CRAS Urbano em Caarapó entre 2007 e 2009 e atuou como docente no curso de Serviço Social presencial e a distância da Unigran de 2009 a 2013 e na Faculdade de Educação, Tecnologia e Administração de Caarapó (FETAC), como docente nos cursos de Administração e Ciências Contábeis em 2014.
 
Até recentemente, era coordenadora geral de projetos e programas do município de Caarapó, coordenando os serviços da política de assistência social no órgão gestor e na Secretaria Executiva do Conselho Municipal de Assistência Social (CMAS). Ainda é presidente do Colegiado dos Trabalhadores do (Sistema Único de Assistência Social (SUAS) da Região Grande Dourados, cujo foco é a defesa e aprimoramento da política de assistência social.
 
“É um grande desafio assumir essa função, mas estou preparada para assumir essa missão de conduzir aas políticas públicas da área de assistência social. Agradeço a confiança do prefeito Mário Valério e da vice Marinalva. Conto com o trabalho e colaboração da equipe da secretaria no sentido de promover, em nível local, a universalização dos direitos sociais”, disse a nova secretária quando foi anunciada como gestora da pasta.
 
O prefeito Mário Valério agradeceu a antiga secretária e declarou que a substituição se deu por questões de “conveniência administrativa”, elogiando o trabalho da ex-secretária Zoraide Cáceres Rojas Vieira, “que por um ano e meio soube administrar as políticas públicas de assistência social”. Em relação à nova secretária, Valério disse confiar no seu trabalho, considerando a sua formação na área e a sua experiência de longa data nesse setor. “Contamos com a colaboração da equipe da secretaria, que já está entrosada, e certamente dará continuidade na condução dos projetos desenvolvidos pelo órgão. “A gente deseja sucesso à Regiane nessa sua nova missão”, concluiu o prefeito Mário Valério.
 


 
Prefeitura de Caarapó instala condicionadores de ar nas escolas municipais
01 de setembro de 2015 às 10:04
Foto: Dilermano Alves - Escola Loide Bonfim Andrade, na reserva indígena Te’ýikue, foi beneficiada com a instalação de aparelhos de ar condicionado
A Prefeitura de Caarapó,  através da Secretaria de Educação e Esportes, está realizando a instalação de aparelhos de ar condicionado nas escolas da rede municipal de ensino. No total, serão instalados 39 unidades, incluindo as instituições de ensino da sede do município e da aldeia indígena.
 
Na extensão da Escola Municipal Indígena Ñandejara Polo, Loide Bonfim de Andrade, recentemente inaugurada, os aparelhos já foram instalados e encontram-se em funcionamento. Na Escola Municipal  Rui Barbosa e na Escola Municipal Professor Moacir Franco de Carvalho, os aparelhos estão sendo instalados.
 
A decisão para a colocação dos aparelhos aconteceu após serem feitos levantamentos que apontaram a necessidade de adequação das instalações elétricas das escolas, que, por serem antigas, não suportariam o funcionamento dos aparelhos. As adequações estão sendo realizadas com recursos próprios do município.
 
Segundo a secretária  de Educação e Esportes, Ieda Maria Marran, a iniciativa tem o objetivo de oferecer maior conforto aos alunos e professores, como forma de melhorar o aprendizado. “O forte calor influencia negativamente os alunos em sala de aula, deixa-os inquietos e muitos deles dispersos do processo de aprendizagem”, observou. “Só nos resta agradecer ao  prefeito Mário Valério, que não mediu esforços para que as instituições educacionais fossem estruturadas, oferecendo, assim, um ambiente mais agradável aos estudantes, o que certamente contribuirá para a melhora do rendimento escolar e também das condições de trabalho para o professor”, finalizou a secretária.
 
Para o prefeito Mário Valério, o espaço físico das escolas contribui muito no  resultado do aprendizado do aluno e, por isso, a administração municipal, apesar das dificuldades enfrentadas nos últimos meses, não está medindo esforços para atender essa reivindicação. “Não vejo isso como despesa, mas como investimento, pois um dos nossos objetivos com relação à educação é procurar investir em melhorias que ofereçam maior conforto aos alunos, professores e demais funcionários”, disse.
 


 
Mais Notícias
Advertisement
Advertisement
Advertisement
 
Advertisement